Régua Vibratória FTR

Essencial na obra.
Regua Vibratoria Finiti
Indicada para trabalhos em áreas de pequeno porte, a Régua Vibratória FTR é ideal para o adensamento e sarrafeamento do concreto em obras como quadras poli-esportivas, calçadões, barracões industriais, postos de combustível e áreas comerciais em geral.

A Régua Vibratória FTR possui opção para instalação de motor elétrico, ótimo para áreas internas e/ou fechadas com disponibilidade de energia elétrica. Para áreas externas, a opção com motor à gasolina garante eficiência.

Régua Vibratória Finiti

Diferencias daRégua Vibratória FTR:

Máquina Totalmente produzida em Torno CNC à Laser
Leve e desliza sobre a superfície do concreto
Dispensa o uso de guias para o apoio da máquina
Perfil Extrusado: deixa o perfil mais resistente
Dois pontos de Amortecimento
Guidom alinhado com Altura de um operador com estatura média
Trabalha com perfil de alumínio a partir de 1 m até 4 metros
Fácil retirada e instalação do perfil de alumínio

Acessórios da Régua Vibratória FTR:

Perfil
A Régua Vibratória FTR aceita perfil de 1m a 4m de comprimento.
perfil regua vibratoria

Descrições Técnicas Régua Vibratória FTR

Motor á gasolina: 4 Tempos e motores elétricos
Potência do motores: De 5.5 a 6.5 HP
Tanque de Combustível: 6,5 Litros
Consumo Médio de Combustível: 1,1 L
Transmissão: Embreagem Centrífuga
Peso: 55 Kg
Dimensões: 61 cm x 61 cm x 50 cm (Altura)
Consumo médio de combustível: 1,1 Litros/hora
Vídeo da Régua Vibratória FTR
6 meses de garantia
100% Nacional
Parcela suas compras
Pronta Entrega

BLOG FINITI

Conteúdo exclusivo sobre o mercado de PISO INDUSTRIAL

Veja esses 4 erros no caimento do piso e como evitá-los

Veja esses 4 erros no caimento do piso e como evitá-los! O acabamento de uma obra é um dos momentos mais importantes, já que ele determina o resultado estético e funcional do projeto. Por isso, erros na execução de seus elementos, como o caimento do piso, podem prejudicar tanto a estética quanto a usabilidade do [...]

Pisos Rachaduras no piso? Saiba por que isso acontece e como evitar!

Pisos Rachaduras no piso? Saiba por que isso acontece e como evitar! Rachaduras no piso são muito comuns e costumam acontecer na maioria das obras. No entanto, as causas podem variar, sendo fundamental conhecer quais são as principais para que seja possível prevenir seu surgimento ou mesmo lidar com elas posteriormente. Situações como infiltrações, excesso [...]

Como fazer a recuperação de piso industrial? Explicamos aqui!

This is custom heading element O piso industrial está mais sujeito a agressões em comparação ao piso residencial, já que seu uso é maior e mais intenso. Além disso, indústrias como a farmacêutica, a alimentícia e a de bebidas, por exemplo, exigem higienização constante do piso para operarem com segurança. Por isso, é comum que [...]

Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo sobre PISO INDUSTRIAL

MAIS EQUIPAMENTOS

parte blog e formulario

BLOG FINITIConteúdo exclusivo sobre o mercado de PISO INDUSTRIAL Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo sobre PISO INDUSTRIAL Seu nome (obrigatório) Seu e-mail (obrigatório) Whatsapp (obrigatório)

Alisadora de Piso Uretano Urepóxi

Alisadora de Uretano Urepóxi 24Ela foi desenvolvida para espatular pisos de uretano, epóxi argamassado e piso emborrachado. A Alisadora de Uretano Urepóxi 24 foi projetada para pisos espatulados do tipo argamassado epóxi, uretano, emborrachado e outros acabamentos especiais que necessitam de máquinas leves para o alisamento.A Alisadora de Uretano Urepóxi 24 é ideal:A Alisadora de [...]

ACESSÓRIOS

Misturador de Argamassa

Misturador de ArgamassaMistura homogênea. O Misturador de Argamassa MF-40 da FINITI é equipado com balde plástico de mistura giratória e pode ser destacado. O sistema de mistura é composto por hélice e pá raspadora em aço que é acionado por motor elétrico 1 CV, 220 60 hz. O Misturador de Argamassa MF-40 foi projetado para [...]

CURSOS

RÉGUA

mascote finiti

Garanta a vida útil da sua máquina

Para equipamentos com motores elétricos verifique a tensão do equipamento com a tensão disponível na obra: 220, 380 ou 440 (monofásica ou trifásica);

Limpar a máquina após o uso para que não ocorra danificações em borrachas e articulações do equipamento;

Em caso de chuva interrompa o trabalho, sob risco de choques e queima do motor;

Utilize lubrificantes em spray para articulações e partes menores;

Em caso de manutenção da caixa redutora prefira graxa: EP1 mineral.